Sfarma Manipulação
       
     
    HOME
     
    SFARMA
     
    PRODUTOS
     
    ORÇAMENTO
     
    UNIDADES
    ATENDIMENTO
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
 
CANAL DA SAÚDE
 
     
 
Sfarma Manipulação
Leia também
16/08/2019
Opções de farinhas low carb para incluir na dieta
16/08/2019
Crossfit: mocinho ou vilão das articulações?
16/08/2019
Quais são os tipos de queijo mais saudáveis?
Mais notícias
 
 
 
Not?cia - 20 maneiras de manter a saúde cardiovascular 12/04/2019
20 maneiras de manter a saúde cardiovascular

A doença cardíaca é a causa mais importante de morte entre os norte-americanos, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA. Colesterol alto, hipertensão arterial e o tabagismo são os principais fatores de risco para o coração.

Outros incluem ainda a diabetes, obesidade, sedentarismo, má alimentação e o alcoolismo. Mas existem muitas maneiras de se reduzir o risco de morrer de complicações cardíacas.


A seguir reunimos algumas das melhores formas de se cuidar e manter um coração em pleno funcionamento.

Pare de fumar

De acordo com dados apresentados na Harvard Health Publishing, fumar tabaco é tão prejudicial no cigarro como no charuto ou cachimbo, danificando artérias e os pulmões. Como um dos comportamentos de risco mais determinantes para doenças do coração, o tabagismo transforma a maneira como células e tecidos operam, danificando as artérias. Se você fuma, parar agora é a melhor coisa que pode fazer pela sua saúde em geral, mas especialmente para o coração.

Faça exercícios

Qualquer atividade física é melhor que o sedentarismo, segundo artigo da Harvard Health. Mas o melhor é praticar pelo menos 30 minutos de exercício ao dia para gozar dos diversos benefícios à saúde proporcionados por sua prática e prevenir doenças. A atividade física melhora a circulação e previne outra série de males crônicos que podem ameaçar o órgão.

Perca peso

Segundo um artigo da Mayo Clinic, manter-se acima do peso, especialmente com gordura em excesso no quadril, coloca uma ameaça a mais ao coração. O excesso de peso pode ainda aumentar a pressão arterial, o índice de glicose e o de colesterol, além de aumentar a chance de diabetes. Para combater estas condições e melhorar a saúde coronariana, tenha como objetivo diminuir a massa corporal com exercícios regulares e menor ingestão de calorias.

Beba só com moderação

Uma quantidade de álcool que não compromete a saúde cardíaca equivale a um drinque por dia para mulheres e dois ao dia para homens com menos de 65 anos, segundo a Mayo Clinic. O consumo moderado de álcool pode ser benéfico para a saúde do coração, mas em demasia pode comprometer.

Durma o suficiente

A Mayo Clinic recomenda que adultos durmam de sete a nove horas por noite. A privação de sono pode aumentar o risco de diabetes, depressão, obesidade, hipertensão arterial e aumentar a chance de ataque cardíaco. Mesmo que você passe deitado a quantidade recomendada de horas, sua qualidade do sono pode ser comprometida se você sofrer de apneia do sono. Submeta-se a uma avaliação com um especialista se sempre estiver sonolento de dia.

Evite o stress

O stress pode ser muito prejudicial ao coração, especialmente se você lida com ele mediante comportamentos insalubres como beber, fumar e comer em excesso. A Mayo Clinic recomenda que quando você sofre com stress encontre maneiras mais saudáveis de lidar com ele. A meditação, exercícios de relaxamento e a atividade física ajudam a acalmar os ânimos e a reduzir o stress de maneira saudável.

Faça checapes regulares

Uma das medidas mais importantes para se estar em dia com a saúde do coração é realizar exames periódicos com seu médico. Uma vez que “a hipertensão arterial e o colesterol alto podem danificar o coração e os vasos sanguíneos”, segundo a Mayo Clinic, você deve monitorar com frequência tais parâmetros. O nível de glicose no sangue também é importante, já que o diabetes é fator de risco para doença cardíaca.

Evite gorduras trans

As gorduras trans aumentam o risco de desenvolver doenças cardíacas e ter um derrame, segundo um artigo da Cleveland Clinic do Dr. A. Marc Gillinov. As gorduras trans bloqueiam as artérias, elevando o nível de colesterol ruim (LDL) e diminuindo o bom colesterol (HDL). Então leia o rótulo das comidas embaladas que consome e evite alimentos compostos com óleos hidrogenados e qualquer coisa que contenha mais que 0% de gordura trans.

Não permaneça tempo demais sentado

Ficar sentado é o novo tabagismo. Permanecer nesta posição por longos períodos é ruim para a saúde, mesmo com atividade física regular, diz o Dr. Gillinov. No seu artigo, analisou a descoberta de que pessoas com hábito de manterem-se sentadas têm 147% maior incidência de acidentes cardiovasculares e 90% maior chance de morte nas mesmas ocorrências. Então, além do exercício, não deixe de fazer intervalos no trabalho para se movimentar ao longo do dia.

Escove os dentes e passe o fio dental

Além de manter uma boa higiene bucal, escovar os dentes e passar o fio dental pode auxiliar na conservação do coração. Quem tem periodontite pode ainda sofrer de complicações no coração devido à bactéria que corrói a gengiva, diz o Dr. Gillinov. A bactéria pode viajar pela corrente sanguínea até o coração através das veias e causar uma elevação na proteína C reativa, um indício de inflamação dos vasos. Como resultado, as transformações nos tecidos podem aumentar a chance de ataques cardíacos e de derrames.

Evitar ser fumante passivo

Mesmo que você não fume diretamente, os cigarros podem aumentar o risco de doenças coronarianas em uma razão de 25% a 30%, se você convive com fumantes em casa ou no trabalho, segundo estudos debatidos pelo Dr. Gillinov. As substâncias químicas presentes no fumo que você inala favorecem o acúmulo de placas nas artérias. Tais substâncias são especialmente danosas para fumantes passivos que ainda possuem altos níveis de colesterol e de hipertensão sanguínea.

Faça sexo regularmente

Fazer sexo diminui a pressão sanguínea e reduz o risco de doenças do miocárdio. Segundo pesquisas publicadas no American Journal of Cardiology e discutidas na Healthline, “uma atividade sexual mais esporádica é associada com maiores taxas de doenças cardiovasculares.”

Ria

Rir é muito bom para o humor, mas é também benéfico para o seu coração. A Healthline menciona uma pesquisa da Associação Americana do Coração associando o riso a uma redução nos hormônios do stress, diminuição na inflamação das artérias e ao aumento da lipoproteína de alta densidade (HLD), mais comumente conhecida como bom colesterol.

Evite o sal

Segundo pesquisa publicada no Diário de Medicina de New England, reduzir a ingestão de sal pode diminuir drasticamente o número anual de casos de doenças coronarianas, derrame cerebral e infarto do miocárdio. Também reduziu a taxa anual de mortes nos EUA. A dieta norte-americana é rica em sódio, o que contribui para o aumento dos problemas de saúde e o custo de um sistema de atendimento.

Tenha um animal

Os animais de estimação são grandes companheiros que nos fazem rir, nos acalmam quando estamos estressados e elevam nossos espíritos quando estamos tristes. Então não surpreende que existam efeitos curativos na “terapia” de se ter um animal também para o coração. Segundo estudos do Instituto Nacional da Saúde, discutidos na Healthline, possuir um animal de estimação pode ajudar na saúde cardíaca e nas funções pulmonares e reduzir suas chances de morrer de uma doença do coração.

Comer alimentos saudáveis

Segundo a Mayo Clinic, frutas, legumes e alimentos integrais ajudam a proteger o coração. Uma alimentação boa para o coração inclui ainda feijão, laticínios com baixo teor de gordura, peixe, carnes magras, castanhas, azeite de oliva e chocolate meio amargo. As comidas para se evitar incluem a categoria fast food, alimentos prontos, produtos de padaria e margarina.

Fazer yoga

A yoga proporciona diversos benefícios físicos e mentais. Reduz o stress e melhora a flexibilidade, equilíbrio e força. E, de acordo com a discussão da Healthline sobre a pesquisa publicada no Diário de Medicina Alternativa e Complementar, a yoga pode reduzir o risco de doença cardiovascular.

Beba chá

Ao mesmo tempo que se hidratar é bom para a saúde de modo geral, beber chá é bom também para o seu coração. A Healthline cita relatório da Sociedade Americana do Coração que associa beber chá com menores chances de ataques cardíacos e de angina. Beber de um a três copos de chá preto ou verde por dia podem ajudar a reduzir propensão aos problemas cardíacos.

Fazer o que se gosta

Desde que seja algo saudável, desempenhar atividades que você gosta é bom para a saúde cardíaca. Da mesma forma que a yoga, a meditação e o exercício podem reduzir o stress, também passar seu tempo com pessoas que você ama, rir e se divertir, de acordo com Monika Sanghavi, M.D., e Amanda MacMillan em um artigo especializado na WebMD.

Pense positivo

Emoções negativas podem danificar nosso corpo. E o “stress intenso, prolongado e o medo podem alterar os sistemas biológicos de uma maneira tal que, com o tempo, potencializa a depreciação e, no limite, doenças como o infarto, derrame e diabetes”, diz Sara Rimer em seu artigo sobre emoção biológica na Escola de Saúde Pública de Harvard. Sendo assim, para ter cuidado com seu corpo e sua mente, além do coração, é bom controlar as emoções e impedir a negatividade quando a vida endurecer.

Fonte: Espresso
 
     
Sfarma Manipulação
               
 
 
SFARMA PRODUTOS UNIDADES ATENDIMENTO
Quem Somos Saúde Jacutinga / MG Contato
Qualidade Beleza Ouro Fino / MG Envie sua receita
  Nutrição Borda da Mata / MG Farmacêutico
  Florais Congonhal / MG  
       
       
 
JACUTINGA / MG
Fone: (35) 3443-4921

OURO FINO / MG
Fone: (35) 3441-3553

BORDA DA MATA / MG
Fone: (35) 3445-2124

CONGONHAL / MG
Fone: (35) 3424-2272
 
         
Copyright © 2016
Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet